Get Adobe Flash player

Ataque cibernético prejudica cerca de 350 pacientes de hospitais do câncer

Equipamentos começaram apitar e ficaram com telas pretas

ataquecibernetico

Cerca de 350 pacientes do setor de radioterapia dos hospitais do Câncer de Barretos e de Jales tiveram seus exames prejudicados por uma invasão por hackers no sistema de computadores da instituição. Segundo a assessoria de imprensa do hospital, por volta das 9h os equipamentos começaram a apitar e ficaram com as telas pretas. Imediatamente, a direção determinou que eles fossem desligados da tomada.

Em entrevista coletiva no período da tarde, o coordenador do Departamento de Tecnologia da Informação da instituição, Douglas Vieira dos Reis, informou que o ataque foi parecido com o ocorrido em várias empresas no mundo há cerca de dois meses. "É um programa que se aproveita da vulnerabilidade do sistema, entra e criptografa alguns dados e lança uma tela pedindo resgate das informações", explicou.

Também foram atingidas pelo ataque as unidades de Jales e Porto Velho (RO) e os Institutos de Prevenção ao redor do Brasil, obrigando a interrupção de alguns processos assistenciais. 

Só o Hospital em Barretos possui cerca de 1.000 computadores e foram solicitados 300 dólares em bitcoins, uma espécie de moeda virtual, por máquina afetada. 

Reis informou que desde que o problema foi identificado houve uma mobilização para solucioná-lo. Ele afirmou que as informações dos pacientes estão seguras e preservadas. A previsão é de que o sistema do hospital esteja normalizado e funcionado em até três dias.

ATENDIMENTO
O médico e diretor clínico do hospital, Paulo de Tarso, informou que apesar de o atendimento em alguns setores ter sido suspenso, os casos de urgência e emergência foram mantidos.

Os pacientes com consultas e procedimentos agendados são orientados a fazer o reagendamento, pois alguns aparelhos dependem da tecnologia e dos computadores para funcionar. "Para garantir a segurança do paciente, até que o sistema volte ao normal, o tratamento nessas máquinas estará parado", informou o coordenador médico do departamento, Daniel Marconi.

Equipamentos começaram apitar e ficaram com telas pretas Do folhadaregiao

fixmyairandheat.com